domingo, 18 de agosto de 2013

A procura de um sorriso...


Posso sorrir.
Posso rir.
Posso fingir.
Mas esse sorriso não diz nada.
Esse riso não deixa de ser falso.
Isso tudo pode ser apenas um fingimento.
Sorriso estampado no rosto?
Não significa estar feliz, significa apenas uma força, pois apesar de tudo soube sorrir.
Mas quem garante e poderá saber que um dia, um sorriso que dei foi real?
Será que algum sorriso poderia ter sido real o bastante para permanecer para sempre em meu rosto?
Por que será que é assim?
Queria poder sorrir de verdade.
Ou que os poucos sorrisos verdadeiros durassem para sempre.
Hoje consigo sorrir.
Mas não sei se é o bastante ou se parece ser real.
Está sendo real? Acho que não. Todos veem que não.
Quero o meu sorriso de volta.
Aquele verdadeiro.
O iluminado.
Meu sorriso sincero, não o que eu finjo ter, mas aquele me apareceu nos melhores momentos.
Aquele que eu soube usar nas melhores horas.
Meu sorriso de menina, meu sorriso de mulher.
O meu, apenas o meu sorriso...
Aquele que um dia iluminou os meus dias, tornando-os melhores...
Estou procurando o meu sorriso...
Continuarei sempre á procura do meu sorriso.
(Drielli Coelho.)
Postar um comentário