terça-feira, 17 de julho de 2012


“Ela precisava de um tempo… E eu só precisava dela, cara. O quanto eu sou apaixonado por ela, ninguém no mundo jamais vai ser. Mas ela nunca soube disso. E o pior, ela precisava de um tempo, cara. Um tempo pra resolver seus problemas, seus relacionamentos e a vida. E eu só precisava dela. Precisava dela nos meus problemas, no meus relacionamentos e na minha vida. E uma parada dessa não é justa, cara. A gente sabe que não é. Querer algo que o mundo todo sabe que a gente nunca vai poder ter. Mas mesmo assim a gente teima em se enganar, a gente teima em continuar tentando mesmo que não dê em nada. E eu sempre fui um completo babaca, sempre fiz tudo errado. E essa era a pior verdade do mundo. Porque eu precisava entender ela. Eu precisava entender que ela queria manter distância porque não aguentava mais esse meu jeito. E eu até tentaria mudar por ela, se ela quisesse. Mas a outra pior verdade, é que ela gostava. Ela gostava de mim, do meu amor do avesso e dar minhas complicações. Ela gostava do meu jeito babaca, do meu sorriso torto e até do meu jeito grosso. E ela tava tão linda ontem, cara. E eu nem pude dizer isso a ela. Porque ela preferiu o tempo. E assim como ela insistia tanto nesse tempo, eu insistia tanto nela. E ela, no fundo, sabia que sempre iria voltar. Ainda que não quisesse, ainda que preferisse o tempo.”

(Robin and stubb.) 
Postar um comentário